18 de jan de 2016

Soldado Prisco é acusado de criar “factóide”

A presidente do PT em Salvador, Marta Rodrigues, disse que o deputado estadual Soldado Prisco (PSDB), coordenador-geral da Associação dos Policiais Militares e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), mostrou “sua irresponsabilidade ao divulgar vídeo antigo como se fosse atual”. Na quinta-feira, dia 14, após a Lavagem do Bonfim, o deputado divulgou um vídeo com uma caixa de lanches repleta de baratas, dizendo que foi oferecida pelo governo do Estado aos policiais que trabalharam na festa. “Não se sabe a situação em que o vídeo foi veiculado, além disso, não há contextualização, não há nada indicando que aquelas caixas estavam vinculadas ao governo do Estado”, observa. “Apenas uma tentativa de criar factoide e colocar os policiais e a população contra o governo; gostaria de saber o que ele ganha com isso?”, questiona. Conforme ressalta a presidente, os agentes da PM trabalharam regularmente como em qualquer outra festa popular. “Prisco não tinha o que falar”. (Agravo)
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :