12 de mai de 2016

Aluna agredida diz que professora falou: 'Aprende direito, sua burrinha'

No bilhete, professora pede desculpas por ter agredido a aluna  (Foto: Arquivo Pessoal)
A diarista Jaqueline Dias Chagas, mãe da estudante de nove anos, que foi agredida com tapa na cabeça por uma professora da Escola Municipal Professora Francisca Arruda Fernandes em Araçatuba (SP), disse que só soube do caso depois que a filha levou a agenda escolar para ela, onde estava o bilhete com o pedido de desculpas. A aluna disse que tudo começou quando ela foi até a mesa da professora para perguntar sobre os exercícios de língua portuguesa. “Estava fazendo duas atividades. Ela disse que uma estava certa e a outra ela falou assim: 'Aprende isso aí direito sua burrinha', e me deu um tapa”, conta. 
De acordo com a diarista, a professora só mandou o bilhete com o pedido de desculpas porque a criança disse que teria contado sobre a agressão para a mãe. “Ela me contou que chegou na escola e disse para a professora: 'Oh, minha mãe pediu para a senhora nunca mais relar a mão em mim. Por causa disso, ela escreveu o pedido de desculpas”, diz a mãe da estudante.No bilhete, a professora diz que o tapa doeu mais no coração dela do que na cabeça da menina e que nunca havia batido em um aluno. Com o bilhete, a professora tentou justificar sua atitude com a criança. Ela finaliza o bilhete dizendo que não vai mais encostar a mão na criança. A mãe da menina foi à delegacia para registrar o caso na segunda-feira (9). De acordo com o delegado Getúlio Nardo, o próximo passo será ouvir a professora. “Pelo o que foi apurado a professora nunca teve outro tipo de problema nesse sentido. Como ela mesma escreveu o bilhete falando que fez uma brincadeira com a criança, isso tudo será apurado”, afirma. Em entrevista ao G1 na quarta-feira (11), a mãe da menina disse que espera providências em relação à professora. “Espero Justiça. Ela não pode fazer o que fez com minha filha nem com outras crianças, ainda mais na fase de aprendizado”, diz a mãe. A prefeitura de Araçatuba informou que a professora foi afastada das aulas e que está fazendo trabalhos administrativos. Disse ainda que uma psicóloga que faz o atendimento escolar acompanhará a aluna, caso tenha necessidade. Uma investigação interna foi aberta para acompanhar o caso.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :