5 de ago de 2016

Noivo suspeito de assassinar professora na BA é liberado da prisão

Noivo foi liberado da cadeia após quase um mês preso (Foto: Divulgação)
O almoxarife Cássio Fabrício Carneiro, de 29 anos, investigado por suspeita de envolvimento na morte da noiva, a professora Ienata Pedreira Rios, em Riachão do Jacuípe, a cerca de 180 quilômetros de Salvador, foi liberado da cadeia nesta quinta-feira (4) após passar quase um mês preso. A informação foi divulgada ao G1 pelo delegado da cidade, Sergio Vasconcelos. Conforme o delegado, o prazo de 30 dias para conclusão do inquérito que apura o caso pela Polícia Civil expirou sem que ficasse comprovado o envolvimento de Cássio na morte da professora. Por conta disso, conforme Vasconcelos, a Justiça decidiu que o suspeito, que cumpria prisão temporária na delegacia da cidade de Teofilândia, continue sendo investigado em liberdade. O almoxarife deixou a cadeia por volta das 16h desta quinta-feira. “O prazo de 30 dias acabou e algumas perícias não ficaram prontas. Até agora, não conseguimos levantar uma prova material contra ele. Existem apenas indícios, sem comprovação de autoria, e a Justiça entendeu que ele pode responder em liberdade. Ele, no entanto, continua sendo um suspeito e, quando os restante dos laudos chegarem, caso fique comprovado a autoria dele, iremos representar pela prisão preventiva”, destacou o delegado. (G1)
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :