26 de set de 2016

Após confusão, juíza proíbe até jingle político em Filadélfia, na Bahia

001
Carreatas, passeatas, aglomerações, comícios, carros de som e até execução de jingles políticos estão suspensos na cidade de Filadélfia, na Bahia. De acordo com a decisão da juíza eleitoral Rafaele Curvello Guedes dos Anjos, fica também autorizado a interrupção do fornecimento de energia elétrica em comícios irregulares que foram feitos em discordância do mandado expedido pela magistrada. A decisão, segundo a peça, foi tomada após a agressão de um policial militar. De acordo com o texto, o subtenente Adnaldo José dos Santos Júnior constatou irregularidade no uso do carro de som utilizado pelo atual prefeito e candidato à reeleição, Barbosa Júnior (PDT). Interpelado sobre a irregularidade, o motorista do veículo se negou a desligar o som e o candidato afirmou, segundo a juíza, que era ele que mandava na cidade. Após o ocorrido, o pedetista “começou a instigar a população contra a polícia militar”. “Assevera, também, que foi ‘atingido por uma pedra de gelo na cabeça não sabendo informar quem arremessou, nesse momento várias pessoas partiram para cima do mesmo para agredi-lo'”, narra. A desobediência da decisão pode render multa de R$ 20 mil para a chapa que cometer a irregularidade.(Bocão News)
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :