29 de dez de 2016

Ilhéus: Guardas municipais vão ressarcir os cofres públicos

O Ministério Público Estadual condenou um grupo de guardas municipais de Ilhéus a ressarcir os cofres públicos. Desde o início do governo Jabes, em 2013, vários guardas municipais que trabalham internamente e responsáveis pela folha de ponto, estavam se aproveitando do cargo, para cometerem irregularidades, através de horas extras indevidas. A fraude envolvia todo comando da guarda, além de inspetores, chefe de transporte e assistentes administrativos. Segundo informações, o valor do rombo aos cofres públicos chega a mais de R$ 200 mil reais. O esquema, que foi batizado de “mensalinho da guarda” rendia cerca de R$ 05 mil reais para cada membro do grupo. A denuncia foi movida pelo presidente dos Guardas Municipais de Ilhéus, Pedro da Guarda, sendo acatado pelo MP, que tomou decisão no último dia 21 de dezembro condenando os guardas a devolverem todo o dinheiro, limitando a 10% de cada um, a ser devolvido mensalmente. Os nomes dos acusados vêm sendo mantidos em sigilo pelo secretário de administração, Ricardo Machado. Um rastro de corrupção deslavada e sem precedentes se tornou uma das marcas do governo Jabes, causando sérios danos ao Município.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

Um comentário :

  1. apreenderao um veiculo que se encontra em meu nome e o agente de transito liberou sem nenhuma documentaçao tropa de ladrao

    ResponderExcluir