3 de fev de 2018

MÉDICO QUE NÃO ATENDEU RECÉM-NASCIDO É TRANSFERIDO PARA PENITENCIÁRIA DE PEDRINHAS

O médico Paulo Roberto Penha Costa, que é suspeito de ter negado socorro a um recém-nascido foi transferido na manhã desta sexta-feira (2) da Unidade Prisional Regional de Pinheiros, em São Luís (MA), para a Penitenciária de Pedrinhas, também na capital maranhense. Em entrevista ao portal G1, o atual advogado de Paulo Roberto, Hilton Oliveira, a transferência aconteceu para que ele pudesse ficar detido em cela especial, por ter ensino superior. O caso aconteceu na madrugada da última quinta (1º) no Hospital Materno Infantil, no município de Pinheiro. O bebê chegou levado por uma ambulância da cidade de São Bento. Ao ser chamado para fazer o atendimento, o médico alegou que a unidade não permitia o atendimento a pacientes de outro município. Nesta quinta, a defesa do médico informou que Costa estava realizando “alguns procedimentos” e que iria atender a criança quando terminasse e argumentou que o paciente possivelmente já chegou morto no hospital. A atual defesa preferiu não se pronunciar. Paulo Roberto cumpre prisão preventiva emitida na manhã desta sexta (2) pela juíza Tereza Cristina Palhares Nina. A Justiça avalia que o médico assumiu o risco de morte do recém-nascido. O médico inicialmente foi autuado por homicídio culposo e agora responde por homicídio com dolo eventual. (Bahia Notícias)
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :