23 de abr de 2018

MAIQUINIQUE: DEFICIENTE MENTAL É MORTO COM TIRO DADO POR PM EM ABORDAGEM

maiquini
O deficiente mental João Souza Lima, de 54 anos de idade, conhecido popularmente como BUTI, foi assassinado no meio da rua com um tiro disparado por um policial militar durante uma abordagem na cidade de Maiquinique, no sudoeste do estado. O caso aconteceu nesta segunda-feira e gerou revolta na população porque a vítima era deficiente mental.Segundo informações, Buti estava sendo perturbado por um vizinho e acabou começando uma discussão. A polícia militar foi acionada, e quando chegou solicitou que Bute soltasse um pedaço de madeira que estava na mão, como não soltou, foi deflagrado um tiro que acabou matando o deficiente.Por ser bastante conhecido e querido na cidade, a população ficou revoltada com a morte de Buti. O clima é de tensão na cidade, já que por ser deficiente mental, a polícia militar deveria ter outra postura, e não atirar para matar.O blog tentou manter contato com o comando da polícia militar em Itapetinga, mas não obteve êxito.

VERSÃO DA POLÍCIA: O blog obteve informações dos policiais que estavam na abordagem, segundo eles:

“ a PM foi chamada a intervir em uma situação de roubo e quando chegou no local onde o suposto autor se encontrava foi recebida por ele de forma agressiva, o qual, estando armado com um pedaço de ferro, teria investido contra um soldado que, na defesa de sua integridade física, efetuou disparos contra a vítima, provocando a sua morte no local.Em seguida a isso populares teriam iniciado um quebra-quebra na casa da suposta vítima do roubo e também hostilizado aos policiais militares que se viram obrigados a deixar o local. O Comando da 8ª CIPM teve de enviar reforço policial para conter a revolta da população, não havendo registros de novos incidentes”
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :