9 de ago de 2018

VEREADORES DE BUERAREMA E ILHÉUS SÃO SUSPEITOS DE COMPRAR PREMIAÇÕES

 
Políticos de Buerarema, Canavieiras, Ilhéus e Gandu estão entre os investigados por suspeita de pagamento por honrarias concedidas pelo Instituto Tiradentes, de Minas Gerais, e pela União Brasileira de Divulgação (UBD), de Pernambuco. A lista de investigados tem representantes de 27 prefeituras e 30 Câmaras de Vereadores de diferentes regiões da Bahia.A Câmara de Vereadores de Canavieiras, segundo dados do TCM, ocupa 8ª colocação na lista de quem mais gastou com empresas que concedem honrarias. A premiação aos  representantes do legislativo do município sul baiano teria custado R$ 2.890. A campeã de gastos foi a Câmara de Vereadores de Bom Jesus da Lapa, com desembolso de R$ 6.594.No sul da Bahia, além de Canavieiras, dinheiro público para pagar por honrarias teria sido usado por representantes das Câmaras de Vereadores de Buerarema (R$ 578,00) e Ilhéus (R$ 1.911,00). No baixo sul do estado, o dinheiro contribuinte teria sido foi utilizado para bancar “reconhecimento” a representantes do Poder Executivo. A Prefeitura teria desembolsado R$ 637,00 para o Instituto Tiradentes, que também foi o escolhido pelos vereadores dos três municípios do sul da Bahia.A lista de suspeitos de usar dinheiro público para bancar “reconhecimento pessoal” inclui também políticos de municípios como Alagoinhas, Barreiras, Brumado, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Paulo Afonso, Poções, Prado e Vitória da Conquista. O Instituto Tiradentes, segundo  o TCM, recebeu a maior parte dos pagamentos.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :