19 de set de 2018

PAIS CULPAM CELULAR PELAS NOITES MAL DORMIDAS DOS FILHOS ADOLESCENTES

 
Ao pensar sobre o sono de adolescentes podemos nos iludir com a imagem clichê daquele jovem que só acorda depois do meio-dia. Mas nem todos são assim. Novos estudos feitos pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, mostraram que o número de jovens com problemas de sono é alto, e a maior causa é assustadora -apesar de óbvia. Os dados mostraram que 43% dos pais entrevistados relatam que seu filho adolescente tem que se esforçar para adormecer e se acorda não consegue voltar a dormir. Além disso, um quarto dos pais diz que o filho experimenta problemas ocasionais de sono (de uma a duas noites por semana), enquanto 18% acreditam que o adolescente sofre para dormir três ou mais noites por semana.O maior obstáculo para uma noite bem dormida? A razão mais citada é o uso de eletrônicos. A pesquisa indicou que 56% dos pais de adolescentes que têm problemas de sono acreditam que o uso de aparelhos eletrônicos -incluindo os queridinhos celulares- é o que prejudica o sono dos filhos. As outras razões citadas incluíram horários de sono irregulares devido a lições de casa e atividades extracurriculares (43%), preocupações com a escola (31%), e preocupações com a vida social (23%). Apensa 10% dos pais afirmaram que os filhos tinham condições específicas ou usavam medicações para distúrbios de sono.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :