5 de nov de 2018

GORDURA NA BARRIGA É PERIGOSA PARA TODOS, INCLUSIVE OS MAGROS

 
Que o excesso de peso faz mal, quase todas as pessoas já sabem. Mas você sabia que até quem está dentro do "peso normal" e aparentemente é magro, porém possui muita gordura na região abdominal, tem o risco de desenvolver problemas de saúde aumentado? A gordura na barriga se acumula entre as vísceras –por isso é chamada de visceral — e órgãos vitais, prejudicando seu funcionamento, por isso deve ser uma preocupação tanto para quem está acima do peso e tem aquela famosa barriga de chope quanto para quem é "falso magro". Diabetes tipo 2, pressão e colesterol altos, doenças cardiovasculares, apneia do sono e síndrome metabólica são só alguns problemas que esse tipo de gordura pode trazer.Obviamente, o excesso de gordura em qualquer parte do corpo pode contribuir para doenças, mas nem toda gordura é armazenada da mesma forma. A abdominal é estocada de duas maneiras diferentes:– A gordura subcutânea, que fica entre a pele e a parede abdominal. Ela é mais um "reservatório natural de energia (calorias)" e não ameaça tanto sua saúde, uma vez que não envolve diretamente os órgãos e os vasos sanguíneos que os mantêm saudáveis.– A gordura visceral, que fica mais profunda ao redor de órgãos vitais, como o estômago e o fígado. 
Como a gordura prejudica os órgãos
Todo mundo tem alguma quantidade de gordura visceral, mas ela é preocupante quando excede os níveis normais. Em alguns casos, a gordura pode invadir os órgãos –uma ocorrência comum no fígado, levando a esteatose hepática não alcoólica.A gordura visceral no órgão vital afeta negativamente sua função e integridade, aumentando o poder inflamatório, prejudicando a circulação –o que impede a entrega de nutrientes e oxigênio aos órgãos — e, eventualmente, causando resistência à insulina.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :