21 de jun de 2016

(Foto: Alex de Jesus/O Tempo/AE)

O goleiro Bruno Fernandes casou casamento com a dentista carioca Ingrid Calheiros, no último sábado (18), em cerimônia realizada dentro da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), de Santa Luzia, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais. Conforme informações do advogado Lúcio Adolfo, houve tanto o casamento civil quanto o casamento religioso. Ele contou que a cerimônia foi celebrada por uma pastora. Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), que mantém parceria com as APACs, a cerimônia foi realizada pela Igreja Quadrangular (evangélica) e tem "efeito civil". Ainda conforme o tribunal foram convidados parentes e amigos dos noivos, além de voluntários da APAC. O setor informou que eles foram previamente selecionados por meio de uma lista apresentada à direção da unidade. O casamento teve acompanhamento de uma banda de louvor. Não foram permitidas fotos do ato. Após a cerimônia, foi servido um almoço aos participantes. A refeição, preparada anteriormente pelos voluntários e recuperandos do regime semiaberto, não teve o cardápio divulgado. Segundo o TJ-MG, já foram realizadas nesta unidade quatro cerimônias de casamentos que contaram ao todo com a participação de 17 casais. As visitas íntimas confinados nessa APAC ocorrem quinzenalmente. De acordo com o TJMG, além de Bruno, outro preso, que na Apac é chamado de recuperando, casou-se neste sábado. Na época do assassinato de Eliza Samudio, em 2010, o goleiro era casado com Dayanne Rodrigues, de quem se separou após o crime. Ela também respondeu pela acusação de sequestro e cárcere privado do filho de Bruno com Eliza Samudio, mas foi absolvida pela Justiça mineira. Bruno Fernandes foi condenado pela Justiça de Minas, em março de 2013, a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. A pena foi aumentada porque o goleiro foi considerado o mandante do crime, e reduzida pela confissão do jogador. Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. 

0 comentários:

Postar um comentário

ERLON BOTELHO

ERLON BOTELHO

VISITAS ONLINE

ALTAMIRANDO!!

ALTAMIRANDO!!

VEREADOR GILDÁSIO GONZAGA

VEREADOR GILDÁSIO GONZAGA

VEREADOR LUCIANO

VEREADOR LUCIANO

COSME ARAUJO

COSME ARAUJO

ORLANDO UBLA

ORLANDO UBLA

SAMUEL CHAVES

SAMUEL CHAVES

BICO FINO VEREADOR - UNA

BICO FINO VEREADOR - UNA

VEREADOR WAGNER

VEREADOR WAGNER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

NOSSO WHATSAPP DO MACUCONEWS

NOSSO WHATSAPP DO MACUCONEWS

ÁGUIA VEÍCULOS UM SONHO QUE PODE VIRÁ REALIDADE PRA VOCÊ!!

ÁGUIA VEÍCULOS UM SONHO QUE PODE VIRÁ REALIDADE PRA VOCÊ!!

SUA EMPRESA NA MÃO CERTA!!!

SUA EMPRESA NA MÃO CERTA!!!

BUERAREMA: QUEM SERÁ O NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA!

PREFEITURA DE BUERAREMA

PREFEITURA DE BUERAREMA

COMPROMISSO COM A LIMPEZA PÚBLICA!

COMPROMISSO COM A LIMPEZA PÚBLICA!

CRIAÇÃO DE SITE

VI COMPREI

LEOCELL EXCELÊNCIA EM CELULARES!

LEOCELL EXCELÊNCIA EM CELULARES!

ULTIMAS NOTICIAS

ALLAN MENDES PARCEIRO DO MACUCONEWS

ALLAN MENDES PARCEIRO DO MACUCONEWS

O SEU CONSULTÓRIO É "SÓ DENTE"

O SEU CONSULTÓRIO  É "SÓ DENTE"

Busca do Macuco

JEQUITIBÁ TRANSPORTES!