22 de abr de 2017

JUSTIÇA MANDA FUNAI FAZER NOVA DEMARCAÇÃO DE TERRA INDÍGENA

A Justiça Federal determinou que a Funai (Fundação Nacional do Índio) e a União façam uma nova demarcação de terra indígena em Roraima, numa comunidade que vive na zona rural de Boa Vista.A decisão, da juíza Luzia Farias da Silva de Mendonça, julgou parcialmente procedente pedido do MPF (Ministério Público Federal) e estipulou prazo de cinco anos para concluir a demarcação da terra em que vive a comunidade indígena Anzol. Cabe recurso.A estimativa é de que a área demarcada atinja até 30 mil hectares (o equivalente a 42 mil campos de futebol).A comunidade, que vive numa área acessada a partir da BR-174, no trecho entre Boa Vista e a fronteira com a Venezuela, a cerca de 60 quilômetros da capital do Estado, pedia a demarcação desde a década de 80, quando foi definida a terra indígena Serra da Moça.As famílias da Anzol, formada pelas etnias wapichana e macuxi, alegam que não foram consultadas sobre o interesse em integrar a regularização.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :