14 de jul de 2017

APÓS NEGAR ATESTADO, MÉDICO É AGREDIDO EM PRONTO-SOCORRO

 Após negar atestado, médico é agredido em pronto-socorro
Um médico plantonista de um pronto-socorro em Santa Bárbara d'Oeste (SP) foi agredido por se recusar a dar atestado médico a um paciente. O médico levou socos do agressor, que não tinha sintomas que justificassem o afastamento do trabalho, de acordo com ele. Rodrigo Augusto da Rocha Recchia, de 41 anos, atendeu o homem na tarde desta quinta-feira (13), logo dando alta ao paciente. O homem teria invadido uma área privativa do pronto-socorro e exigido um atestado médico por ter faltado o trabalho. De acordo com Recchia, após ouvir que não receberia o documento, o homem afirmou que iria matá-lo e atingiu o médico com um soco na região da boca, seguido de mais dois socos na face. O paciente conseguiu fugir e não foi encontrado.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :