5 de jun de 2018

CONCEIÇÃO DO COITÉ: FAZENDEIRO MANDOU CONSTRUIR CEMITÉRIO NA PORTA DE CASA

Uma fato inusitado divulgado pelo site Calila Notícias ganhou repercussão em todo estado da Bahia, trata-se da história do fazendeiro Miguel Arcanjo da Cunha de 81 anos, residente na Fazenda Alagadiço do Meio, distante 12 km da cidade de Barrocas e 12 km do Distrito de Salgadália, município de Conceição do Coité, conforme ele mesmo gosta de tratar, “divide o meio na estrada que liga Salgadália a Barrocas”, comunidades localizadas no território do sisal.Dono de uma fazenda com aproximadamente 700 tarefas, tendo herdado 250 de seus pais, Miguelzinho disse que vai dividir tudo com os herdeiros, mas não é possível que no meio de tanta terra ele não fique com pelo menos esse cantinho. Ele é também rezador tradicional e tem como guia “Tupã”.
Segundo Miguelzinho do Alagadiço como é conhecido, já preparou sua ‘morada eterna’ desde 2014 ao construir um cemitério em um terreno na frente da casa que mede aproximadamente 10 x 10 metros . 'Seo Miguelzinho' não se contentou apenas com a construção, queria garantia para que seu plano não dê errado, então procurou um cartório e registrou.Ainda de acordo com o site Calila Notícias, o caixão ele disse que também já comprou em uma funerária na cidade de Serrinha e pagou caro. Sempre alegre e bastante entusiasmado com a vida, ele contou ao CN que não perde enterros e observa tudo com o cuidado, verifica os erros e quer que nada dê errado no seu.“Não tenho pressa para morrer e aqui estou como o administrador de fazenda e quem manda é o dono dela (Deus). Obedeço à vontade do meu dono que é Deus e o dia que ele chamar eu vou”. A área possui muro, cruzeiro, jazigo conhecido no sertão como “carneira” que está inclusive aberta, protegida apenas por telhas e ao lado um pequeno quarto para onde quer que sejam levadas seus santos
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :