29 de fev. de 2020

SENADOR LUIZ ESTEVÃO DISSE QUE GEDDEL CHORAVA MUITO NA CADEIA

Geddel chorava muito.
Empresário brasiliense e ex-senador cassado e preso por corrupção, Luiz Estevão de Oliveira Neto deu detalhes, em entrevista a Veja nesta sexta-feira (28), de como foi a convivência com o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) quando os dois estavam presos no Complexo Penitenciário da Papuda. “O Geddel chorava muito. Aliás, não apenas ele. Estive com o Henrique Pizzolato (petista, condenado no mensalão), com o Ramon Hollerbach (publicitário, condenado no mensalão). Muitos deles enfrentaram situações de profunda depressão, a ponto de eu chegar e dizer: ‘Você não vai tomar remédio agora não. Seu remédio vai ficar comigo, e eu vou lhe dar todo dia a dose certa”. Com que autoridade eu fazia isso? Nenhuma. Mas pensava: “Esse cara um dia vai se matar”. Havia uma preocupação muito grande com a possibilidade de suicídio de alguns desses presos do mensalão e da Lava-Jato”, contou. Luiz Estevão também revelou que se dava muito bem com o ex-ministro Zé Dirceu. “Dividimos a mesma cela, dormimos na mesma cela, tivemos uma convivência extremamente boa. Ele não reclama de nada, não se queixa de nada, nunca o vi se lamentando, o que também é o meu perfil”, completou.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :