8 de abr. de 2020

NA COLÔMBIA, QUEM BURLA A QUARENTENA FICA PRESO PELO PÉ NO MEIO DA RUA

A prefeitura da cidade de Tuchín, na Colômbia, está adotando mais severas para quem descumprir as nomais do isolamento social. Agora, quem burlar a quarentena e estiver vagando sem motivo pelas ruas pode ficar de castigo, presos pelos pés em uma estrutura de madeira, conhecida como cepo, em uma das praças públicas da cidade. “Aumentamos a base de força no município, juntamente com a Guarda Indígena, o Exército e a Polícia. Pessoas que não estão cumprindo as medidas obrigatórias de isolamento estão sendo punidas”, explicou, em seu Facebook, o prefeito Alexis Salgado. De acordo com Salgado, apesar de não utilizada há alguns anos, a medida é prevista em lei e já fazia parte da tradição do povo indígena Zenú, da qual a população de Tuchín é descendente. Ele explica que a aplicação desse tipo de sanção é uma maneira de preservar a cultura.Para preservar a estrutura institucional e respeitar os usos e costumes do povo Zenú, essa articulação está sendo realizada. Queremos ser um exemplo de respeito e demonstrar que, apesar da diversidade existente em nosso território, as instituições estão se unindo para proteger a saúde de todos”, disse ao jornal local “El Tiempo”. O prefeito afirmou que, em poucas horas da aplicação do castigo, os resultados foram favoráveis e o tráfego de pessoas nas ruas diminuiu.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :