14 de fev. de 2021

FAMÍLIA DOARÁ ÓRGÃOS DE MULHER MORTA APÓS REAÇÃO A TINTA DE CABELO


A Santa Casa de Catalão, a 260 quilômetros de Goiânia, confirmou neste domingo (14/2) que familiares autorizaram a doação de órgãos da mulher de 34 anos com morte encefálica confirmada após reação alérgica grave a tintura de cabelo. Ela ficou três dias internada na unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital. O hospital concluiu, às 17h20 desse sábado (13/2), os protocolos de confirmação da morte da auxiliar administrativa Karine de Oliveira Souza após uma sequência de exames e avaliação de médicos neurologista e neurocirurgião. A unidade de saúde não informou a marca da tinta. De acordo com as informações repassadas pela assessoria de imprensa da Santa Casa, Karine ainda está no hospital e a captação de órgãos dela deve ser realizada até segunda-feira (15/2), após finalização de exames necessários para realizar o procedimento cirúrgico. Somente assim os médicos saberão quais órgãos poderão ser doados. No fim da noite desse sábado, a equipe médica da Central Estadual de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos de Goiás (CNCDO-GO) se deslocou de Goiânia a Catalão para entrevistar a familiares de Karine. Eles reafirmaram a autorização que já havia sido comunicada à Santa Casa logo após a confirmação do óbito. A equipe médica da central voltará a Catalão para realizar a cirurgia de captação de órgãos na Santa Casa, assim que forem concluídos todos os exames necessários para o procedimento. Os detalhes da doação foram combinados com familiares de Karine. Segundo a assessoria, “os órgãos vitais dela continuam funcionando”. Somente depois o corpo será liberado do hospital para a família realizar velório e sepultamento. A reportagem tentou ouvir familiares e amigos da auxiliar administrativa, mas não obteve êxito.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :