5 de abr. de 2021

JUIZ MANDA SOLTAR FILHO PRESO POR CAUSAR ACIDENTE AO DIRIGIR EMBRIAGADO


Uma decisão judicial no interior do Piauí provocou reação em vários setores da Justiça e da sociedade Civil por não cumprir um princípio básico: a imparcialidade. Está na lei, um juiz não pode julgar um processo envolvendo parentes em até 3º grau, mas não foi o que aconteceu na cidade de Floriano. A história começou com um acidente de trânsito que aconteceu semana passada. Lucas Pacheco ingeriu bebida alcoólica e fugiu após atingir uma moto. Ele foi preso e levado para a delegacia. “Ele não nega nenhuma das informações em relação ao fato de ter ingerido bebida alcoólica, ele não nega em relação a questão do acidente. No entanto, após a chegada dele aqui percebe-se que se causou um alvoroço”, explica o delegado Bruno Ursolino. O motivo do alvoroço: o parentesco entre o infrator e o juiz que estava de plantão. Noé Pacheco, o juiz, é pai de Lucas Pacheco, e acabou concedendo liberdade provisória para o próprio filho.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :