10 de mar. de 2022

BUERAREMA: SITIADA PELA INSEGURANÇA E PELO MEDO, VIRA PALCO CONSTANTE DE ASSALTOS E ROUBOS DE VEÍCULOS

 

Assaltos e roubos se tornaram uma constante em Buerarema, a 19 quilômetros de Itabuna.  Só esta semana, duas ocorrências foram registradas na cidade, que vive sitiada pelo medo e pela insegurança. O mais recente caso aconteceu na noite de ontem (08), quando bandidos armados invadiram uma mercearia, na altura do KM 02, BR-101. Do estabelecimento, os dois criminosos levaram cerca de R$ 4 mil em dinheiro, dos quais R$ 500,00 em moedas, além de um relógio Maicon Cross e as alianças das vítimas.  Bebidas quentes também foram roubadas do local. Na saída, os acusados ainda roubaram uma moto Pop, de placa PKH-7887. Os empresários entraram em contato imediato com a polícia, informando sobre o assalto. Os bandidos, um dirigindo um Celta branco, carro em que eles estavam quando chegaram à Buerarema, e o outro na moto Pop roubada, fugiram em direção à Itabuna. Policiais da Rotam, em conjunto com soldados de  Buerarema, começaram uma operação de buscas pela dupla de assaltantes.   Um dos suspeitos, o que pilotava a moto, se desequilibrou e caiu no chão, próximo ao bairro Nova Itabuna, sendo em seguida preso em flagrante. Trata-se de Alisson Santos de Jesus. O veículo foi recuperado pela polícia e permanecia até a manhã desta quarta-feira (09), no pátio do Complexo Policial. Já o comparsa de Alisson continuava foragido até o fechamento dessa matéria.

Fuga e tiros 

No início da semana, criminosos já haviam tomado de assalto um outro veículo, um Saveiro branco, de placa PKK-6G90, que horas depois também foi recuperado, após o proprietário do automóvel ligar para a polícia. Assim como no caso de ontem, os bandidos fugiram sentido a Itabuna, onde foram interceptados pela polícia. Houve confronto e um dos suspeitos acabou baleado. Ele, porém, conseguiu correr e fugir entre o matagal, nas imediações do bairro Santa Clara.  O segundo acusado foi preso.  O carro roubado pela dupla ficou com algumas marcas de tiros, em consequência do confronto entre a policia e os bandidos. 

Pouco efetivo policial

Buerarema é uma cidade com cerca de 20 mil habitantes. Lá, a cada plantão trabalham apenas dois policiais militares. O pouco efetivo pode ser uma das causas do aumento significativo de furtos e roubos no município. "Os  bandidos migram de cidades maiores para cidades menores porque têm mais facilidades, devido ao número menor de policiais responsáveis pela segurança pública", diz um morador. Outra moradora disse que nasceu e cresceu em Buerarema e hoje vive na pele a insegurança causada pelo aumento desenfreado da violência. "Não tinha essa violência toda. A gente sempre ficava à vontade, saía despreocupada pela rua. Mudou muito. O roubo está enorme. Todos os dias sempre temos uma noticias de assalto ou roubo de veículos", lamenta a jovem.

Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :