3 de mar. de 2022

POLICIAL FEDERAL É MORTO APÓS INVADIR FAZENDA EM GOIÁS


O policial federal Lucas Valença foi morto no fim da noite desta quarta-feira (2), quando tentava supostamente invadir numa propriedade rural de Buritinópolis, cidadezinha de pouco mais de 3 mil habitantes em Goiás. Valença chamou atenção nas redes durante uma escolta da PF ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (preso), quando apareceu ao lado do ex-parlamentar com a barba grande e cabelos longos — características que acabaram por destacá-lo dos demais agentes. Valença foi atingido por um único tiro. O delegado Adriano Jaime, da Polícia Civil de Goiás, conta que o autor do tiro relatou que teve a casa invadida por Lucas, que gritava fazendo ameaças e teria desligado o interruptor de luz e arrombado sua porta. Um inquérito será aberto para apurar se o dono da propriedade agiu em legítima defesa. Ele chegou a ser preso logo após o fato, por posse ilegal de arma, mas pagou fiança e foi solto. O estilo peculiar de Valença também ganhou destaque durante sua participação nas buscas pelo serial killer Lázaro Barbosa, caso de grande repercussão nacional, que terminou com a morte do criminoso. Com 111 mil seguidores no Instagram, sua última postagem foi em dezembro do ano passado, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL).
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :