2 de jan de 2019

IRECE: VEREADOR É AGREDIDO E AMEAÇADO DE MORTE

No último dia 28 de dezembro, o vereador e atual vice-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Irecê, Léo da Unibel, registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, alegando ter sido agredido e ameaçado de morte pelos diretores da Clim Engenharia, empresa responsável pela limpeza pública da cidade. De acordo com o edil, a “revolta do senhor Espeilton Souza, sócio proprietário da empresa se deu, em virtude de reclamação que ele fez sobre lixo acumulado no bairro Paraíso”.Ainda segundo Léo da Unibel, ao chegar na Câmara Municipal no último dia 28, Espeilton Souza o abordou e questionou o mesmo por causa das críticas a limpeza da cidade. Em seguida, segundo consta nos autos do Boletim de Ocorrência, o suspeito aplicou um tapa no vereador, proferiu diversos palavrões e ao final pediu para o vereador tomar cuidado.Por volta de uma hora depois do ocorrido, ao se dirigir a Rádio 101 News para ser entrevistado, Léo da Unibel foi abordado por outro diretor da empresa. Segundo o vereador, o senhor Luiz Otávio Rocha tentou invadir o estúdio da emissora para agredi-lo e precisou ser contido pelos funcionários da rádio. Em ato contínuo, Luiz Otávio teria bradado em voz alta que “esperava ele lá fora para acertar as contas”. “É inadmissível que um vereador no exercício do seu mandato seja ameaçado por diretores de uma empresa que é paga com o dinheiro do povo de Irecê”, desabafa o vereador.A empresa Clim Engenharia segundo o último aditivo publicado no Diário Oficial do Município, recebe quase 700 mil reais por mês, totalizando por ano uma despesa de aproximadamente R$ 8.400.000 (Oito milhões e quatrocentos mil reais) para efetuar a limpeza pública da cidade.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :