1 de dez. de 2019

EM GRAMPO DA PF, DESEMBARGADORA DO TJ-BA SUPOSTAMENTE ORIENTA ASSESSORES A DESTRUIR OU OCULTAR PROVAS

A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente e atual 2.ª vice-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, caiu no grampo da Polícia Federal supostamente orientando assessores a destruir ou ocultar provas da investigação sobre esquema de venda de sentenças na Corte em processos de grilagem de 800 mil hectares de terras no oeste do Estado. “Levou esse? Era pra pegar esse”, ela disse, em ligação com Joenne Brito Souza Aragão, secretária que trabalha em seu gabinete no TJ. ‘Esse’, no caso, era uma referência a um celular que ela queria, segundo os investigadores, evitar a apreensão.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :