14 de fev. de 2020

‘DESAFIO QUEBRA CRÂNIO’ PODE SER FATAL OU LEVAR A SEQUELAS POR TODA A VIDA, ALERTA NEUROLOGISTA

A brincadeira perigosa proposta pelo “desafio da rasteira” ou “desafio quebra crânio” não deve ser feita de forma alguma, de acordo com o neurologista Felipe Costa. A pegadinha consiste em três pessoas lado a lado, o passo seguinte é uma pessoa pular de cada vez. Quando quem está no meio está no ar, recebe uma rasteira dupla, e acaba indo ao chão (assista no vídeo abaixo). O especialista alerta que o tombo pode ser fatal ou levar a sequelas por toda a vida.Os movimentos vem se popularizando na internet e começaram a ser reproduzidos por crianças e adolescentes em escolas. Uma garota de 16 anos morreu na última segunda-feira (11) em Mossoró, no Rio Grande do Norte, depois de bater a cabeça no chão ao cair durante a brincadeira na escola.“Entre as complicações envolvendo a brincadeira a gente pode pensar, por exemplo, além do traumatismo cranioencefálico, lesões de coluna, que a gente trama de traumatismo raque medular, e fraturas de ossos longos”, listou Felipe Costa.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :