20 de out. de 2020

FILHO DE FERNANDO É PRESO POR HOMICÍDIO; RÉU ESTAVA FORAGIDO

Uma operação do MPBa - Ministério Público da Bahia, realizada na manhã desta terça-feira (20) prendeu Markson Monteiro de Oliveira (Marcos Gomes), filho do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes. Markson foi condenado pela 1ª Turma da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) a 13 anos de prisão por homicídio qualificado. O crime, de acordo com a acusação, ocorreu no dia 2 de dezembro de 2006, por volta das 5 da tarde, na Fazenda Redenção, no município de Floresta Azul. A ordem de prisão preventiva do réu partiu do desembargador Júlio Travessa, relator do caso. Ex-candidato a deputado estadual e agropecuarista Markson Monteiro, o Marcos Gomes, foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado, no julgamento do assassinato do vaqueiro Alexsandro Honorato. Marcos Gomes foi julgado no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, acusado de tortura, cárcere privado, homicídio e ocultação de cadáver. O julgamento em Salvador foi um pedido apresentado pelo Ministério Público baiano. Gomes deveria ir a júri no fórum de Ibicaraí, mas o clima de comoção e a possibilidade de ameaça a testemunhas fez com que o MP apresentasse o pedido. Filho do prefeito Fernando Gomes, Marcos foi julgado a revelia e era considerado foragido da Justiça. O vaqueiro foi torturado na frente de várias pessoas durante uma vaquejada em um final de semana no Haras Redenção. Logo após, o corpo sumiu, sendo encontrado pela polícia na estrada que liga os municípios de Potiraguá e Itapetinga. O corpo de Honorato chegou a ser enterrado como indigente no cemitério de Itapetinga. Denúncias anônimas levaram à exumação do cadáver. Testemunhas e provas acabaram por apontar Marcos Gomes como o autor da série de crimes, juntamente com o ex-servidor público Ilmar Marinho, o Mazinho.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :