26 de jan. de 2021

PROFESSORA BAIANA MORRE APÓS CONTRAIR COVID DUAS VEZES

 



A professora Maria de Fátima Cunha de Oliveira, 38 anos, moradora e natural da cidade de Valente, a 238km de Salvador, morreu de covid-19 no último dia 17 de janeiro. De acordo com a irmã da vítima, Maise Cunha de Oliveira, 29 anos, Maria já tinha sido contaminada anteriormente com a doença, em outubro. Segundo a família, os dois testes positivos foram confirmados através de exames do tipo RT-PCR. A primeira contaminação aconteceu quando Maria de Fátima morava em Conceição do Coité, a 19 quilômetros de distância de Valente. Lá, a professora era concursada e assumira desde 2015 o cargo de coordenadora pedagógica da secretaria de educação local. Em outubro, ela teve alguns sintomas, como febre, diarreia e vômito. “Foi então feito o primeiro teste positivo. Ela conseguiu se curar em casa, tomando medicamentos, mas sem precisar de internação”, lembra Maise. No entanto, com o passar dos dias, a professora continuou a sentir sequelas da doença, como fraqueza, cansaço, dores no corpo e fadiga.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :