14 de mar. de 2022

ACUSADA DE MANDAR MATAR MARIDO PARA SACAR R$ 725 MIL DO SEGURO VAI A JÚRI

 

Ana Claudia Batista se apresentou à Polícia Civil

A Justiça de Ribeirão Preto (SP) realiza nesta segunda-feira (14) o júri popular de Ana Claudia Batista, acusada de planejar a morte do marido, o empresário Leandro Henrique Batista, de 35 anos, para ficar com R$ 725 mil do seguro de vida. Ana Claudia responde pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e permanece presa há dois anos e oito meses, desde que se apresentou à Polícia Civil. Atualmente, ela está no Centro de Ressocialização Feminino de São José do Rio Preto (SP). O Ministério Público a acusa de ter oferecido R$ 80 mil ao responsável por matar Batista, que foi baleado em fevereiro de 2018 na porta de uma casa no Jardim Monte Carlo. A vítima tinha ido ao local para se encontrar com uma pessoa que se dizia interessada em alugar o imóvel. Acusado de ser o executor dos tiros, Eder da Silva Rezende está preso, mas por suspeita de outro crime. Como o processo foi desmembrado, o julgamento dele na morte do empresário de Ribeirão Preto ainda não foi marcado. Advogado de defesa de Ana Claudia, Daniel Rondi afirma que há dúvidas sobre a participação dela, bem como cita o fato de a Polícia Civil ter trabalhado com linhas de investigação diferentes – além do homicídio mediante pagamento, a hipótese de latrocínio, que é roubo seguido de morte, e crime passional. 

Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :