27 de abr. de 2022

HOMEM É LINCHADO APÓS SER ACUSADO DE ESTUPRAR ENTEADA NA BAHIA; POLÍCIA DIZ QUE VÍTIMA NÃO PRATICOU CRIME

 

Polícia investiga morte de homem acusado de linchamento

Um homem, identificado como Wellington Leal Carneiro, foi morto na sexta-feira, em Ilhéus, no sul da Bahia, por linchamento. Segundo a polícia, ele foi acusado de estuprar a enteada adolescente. O fato teria gerado revolta em populares, que teriam espancado o homem. No entanto, de acordo com as investigações, Wellington não foi o autor do estupro. O corpo da vítima foi encontrado na Rua Cantinho do Céu, após uma ponte sobre o rio do distrito de Banco do Pedro. Ele estava com as mãos amarradas e com vários hematomas. A vítima estava com as nádegas expostas, e tinha hematomas nessa região do corpo. As investigações da polícia, apontam que Wellington não seria o autor do estupro contra a enteada, e sim um jovem de 15 anos, com quem a garota se relacionava. Ainda segundo informações da polícia, a adolescente, que teria sido vítima de estupro, teria sido agredida pela mão e pelo padrasto, após eles descobrirem que ela estaria se relacionando e mantendo relações sexuais com outro adolescente, porém de forma consensual. A polícia não informou se o adolescente com quem a garota estava se relacionando é o mesmo acusado de estuprá-la. Após ter sido agredida pela mãe e pelo padrasto, a adolescente já havia sido encaminhada para a Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (DEAM).Após a identificação do corpo de Wellington, ele foi retirado do local e encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica para realização de necropsia. Não há informações sobre o sepultamento do homem. A autoria do crime será investigado pelo Núcleo de Homicídios de Ilhéus. (G1)

Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :