13 de jul. de 2022

CÂMARA DOS DEPUTADOS APROVA EM 1º TURNO PEC DO PISO SALARIAL PARA ENFERMAGEM



Treze pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira (13), em uma operação contra o tráfico internacional de drogas que agia em portos do Brasil e do exterior. As prisões preventivas foram cumpridas entre Salvador, Simões Filho e Camaçari, cidades da região metropolitana. Outros mandados de prisão e também de busca e apreensão são cumpridos na operação, batizada de “Maritimum”. Além da Bahia, essas ordens judiciais também são executadas no Rio Grande do Norte, São Paulo, Pernambuco, Rio de Janeiro, Ceará e Pará. De acordo com a Polícia Federal, o grupo criminoso atuava nos portos das regiões Nordeste e Sudeste, tendo como bases principais os Salvador, Natal (RN) e a Baixada Santista (SP), de onde enviava cocaína para a Europa. Além do tráfico de drogas, o investigados também o lavavam dinheiro do crime. As investigações começaram no final de 2021, quando foi identificada uma empresa de logística que tem base em Simões Filho. Essa empresa era responsável pelo transporte e armazenamento de cocaína, que vinham da fronteira do Brasil. A droga era colocada em meio a cargas de frutas, se seguiam com destino aos portos da Europa. A PF detalhou que várias apreensões foram feitas nos portos de Salvador, Santos, Natal, Fortaleza (CE) e Barcarena (PA). Outras interceptações de cargas também foram feitas em alguns países europeus, como Bélgica, França e Países Baixos. No total cerca de 8 toneladas de cocaína apreendidas durante a investigação. Durante as apuração, a polícia também identificou que três dos maiores traficantes em atividade no Brasil eram os destinatários dessa droga no exterior, um deles preso recentemente na Hungria.
Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :