14 de jul. de 2022

DOENÇAS CARDIOVASCULARES PODEM AUMENTAR 30% NO PERÍODO MAIS FRIO DO ANO

 

— Foto: Divulgação

As ocorrências de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) podem aumentar em até 30%, especialmente em temperaturas abaixo de 14°C. pacientes com idades entre 75 e 84 anos e aqueles que já apresentam doenças relacionadas ao coração, segundo o Instituto Nacional de Cardiologia. Em nota do Ministério da Saúde, publicada nesta segunda-feira (11), o médico cardiologista e coordenador de UTIs do Instituto de Cardiologia e Transplantes do Distrito Federal, Vitor Barzilai, explicou que, de modo geral, existe um aumento em torno de 30% das doenças cardiovasculares no inverno, onde o IAM se destaca por seu crescimento. De acordo com o Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS), em 2021, houve aumento no registro de casos de doenças do coração entre os meses de junho e setembro, representando 36,8% do total de internados no ano. A pasta da Saúde aponta que quando há uma grande queda da temperatura, o corpo humano passa por um mecanismo para regular a temperatura corporal para mantê-la em equilíbrio. Diante disso, a vasoconstrição, que faz parte desse processo, provoca a contração dos vasos sanguíneos e, consequentemente, o aumento da pressão sanguínea, evitando a perda excessiva de calor. Com a queda brusca da temperatura ambiente, a vasoconstrição nos vasos do coração pode resultar em infarto, angina (dor no peito) e até mesmo na morte súbita. (Bahia Notícias)

Postagem Anterior
Próxima Postagem

0 comentários :